Deleuze ….. ?

Imagino que talvez um dos maiores pensadores atuais seja Deleuze. Talvez não seja em relação a… mas pra mim é. Claro, ler filosofia sem um orientador é uma situação árdua. E muito provavelmente eu aproveite 80 ou 50% do que leio. Não importa nesse momento. A leitura importa em todos os momentos, mesmo nos mais deprimidos. Absolutamente não é querer auto-elogio. Bobagem isso. Já disse que ainda estou de chupeta e fraldas descartáveis. Estou apenas caminhando, apenas buscando as pessoas que sabem para que eu possa entender um pouquinho nas relações ou, somente, às minhas relações. E o que são minhas relações? Um emaranhado de mim. Em muitos momentos, tal como um esquizofrênico espiritual, eu me afasto do pensamento do outro, não por não aceitar, mas por não compreender. A Filosofia, nesse aspecto, é uma leitura simplesmente subjetiva, apenas uma espécie de óleo para a engrenagem dos relacionamentos.

Não acho totalmente interessante estar nessa torre olhando o horizonte. Não me cabe bem esse mutismo existencial (que às vezes parece esnobe e não é). A excentricidade é uma condição colocada pelo outro e não por mim mesmo. É uma visão dos outros, que corre de boca em boca e me rotula de alguma coisa que, na maioria das vezes, não sou de fato.

O que me parece ocorrer é que as pessoas esperam de nós uma certa normalidade (da normalidade tal como ELES o entendem). A filosofia pra mim é ferramenta….ferramenta que não sei utilizar corretamente, não sei. Fico nos filósofos mais compreensíveis, um pouco mais palatáveis como para que “falem para mim”. Enfim, falo de Deleuze porque estou lendo “Deleuze, a Arte e a Filosofia” de Roberto Machado. Um PHD que teve o próprio Deleuze como orientador. Muito bem, eu tento um pouco mesmo assim. Mas estou muito distante dos filósofos. Estou muito mais presente (ou ela em mim) na literatura. Necessito de história, muitas histórias para que eu possa continuar no meu projeto “sísifico” de me reescrever. Agora sigo adiante (sempre mais ou menos descontroladamente. Por isso vêm aqui apenas alguns poucos amigos de muito boa vontade. No fundo, eu quero dar continuidade à leitura de Gide, de Beckett, de Camus (seu lado literário e não filosófico) porque não quero me meter nessa história da briga de Camus com Sartre. Sartre, de esquerda, recusava-se a perceber os erros da esquerda, só metia o pau na direita e esse fato irritou Camus. Enfim… não é o propósito desse post e agora, no final, percebo que ele é inútil. Escrevi e não disse nada. Viva Josué Montello.

Anúncios

2 Responses to “Deleuze ….. ?”


  1. 1 Joplin 16/03/2010 às 20:00

    Escreveu e disse tudo.
    Emaranhado ! Axordei com essa palavra ! Mas era a Dor!
    Bom filosofar ..talvez eles me ajudem achar uma saida para esse EMARANHADO que esta aqui no meu coração!

    Preciso viajar nas ideias , preciso de oleo , não posso perder a essência ..minha alma procura alimento ..e venho aqui pedir comida ..e hj bebi um pouco da sua agua !

    Obrigada

    Beijus
    Joplin


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

março 2010
S T Q Q S S D
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: