Escrever…

Cai essa chuvinha ‘xuxu” (com X mesmo), coisa de paulista, coisa meio assim. Não me sinto no Rio. Mas estou. Estou abrigado de todo esse mau tempo, de toda essa patacoada que rola por aí. Estou como sempre sozinho e, como sempre, não sendo entendido (já desisti). E a questão sexual? Nossa Senhora, Virgem Maria me proteja, sou amaldiçoado à cada esquina, à cada pixel. Ontem li numa só tacada a biagrafia de Antônio Maria. Não gosto do Joaquim Ferreira dos Santos, das suas crônicas, mas a biografia é bacana. Bom, do Antônio Maria, né?

 

O que mais dizer? Dizer que me desdobro em atenção aos meus livros (hoje morreu o José Mindlin, um homem que amou os livros de forma arrebatadora). Acho que meu sonho de consumo era ser um centésimo do que foi Mindlin. Mas não faz mal. A gente cultua mesmo nossos ídolos. Tem gente que prefere o talentoso Zeca Bagodinho. Uns pra lá, outros pra cá.

Não quero mais escrever

Anúncios

0 Responses to “Escrever…”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Tempo…

março 2010
S T Q Q S S D
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: