Se ou não ser

Existe uma forma de pensamento (com fumaças de cartesiano) que pode nos enviar para caminhos muitas vezes obscuros. Mas por quê? Isso aplicado à Teologia e à religião de uma forma geral ocasiona determinados “engarrafamentos emntais”, via de regra quando a dicussão cai para a crença metafísica ( se podemos chamar assim ) e um certo ateísmo atávico do ser humano (embora em 99% dos casos esteja presente de uma forma totalmente inconsciente). Freud escreveu muito sobre o seu ateísmo e Jung escreveu outro tanto pela sua fé inabalável em Deus. Diante dessa herança miscigenada apareceram mundo a fora várias concepções “filosóficas” – uns puxando para cá e outros, para lá. A solução individual é simplesmente uma profunda auto-análise e o livre arbítreo de cada um.

Anúncios

1 Response to “Se ou não ser”


  1. 1 Jonas 31/05/2009 às 17:47

    E se as auto-análises forem todas incorrectas e o livre-arbítrio levar a criatura – mal formada – para a vida do crime?
    O livre-arbítrio anarquista nunca deu bons resultados;
    E também o livre-arbítrio religioso – quer-me parecer – nunca conduziu a nada de exemplar…
    Mas, tudo bem, a solução é sua…


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

%d blogueiros gostam disto: