Mãe

A grande verdade é que desperdicei tempo demais.  Quanto tempo mais nós poderíamos ter estado juntos se eu permitisse. Quanto consolo nos daríamos mutuamente. Quantas tardes e noites maravilhosos… E eu fiz tudo errado… Eu nunca imaginei que minha mãe me faria tanta falta.

Anúncios

3 Responses to “Mãe”


  1. 1 sandra 30/08/2009 às 15:43

    oi Geraldo,
    Como vc, sei como é essa dor interminável…que é ressaltada quando se pensa nos momentos preciosos que deixamos de vivênciar,compartilhar….Espero querido,(agora mais tolerante…na terceira idade)que possa dedicar mais tempo as pessoas que vc ama…entregando-se…pode ser que a dor seja menor..mas jamais deixará de senti-la.

    um bjo

  2. 2 G 30/05/2009 às 18:49

    Não se trata como você diz de ‘chorinho’. Trata-se de uma dor imensa de quem perdeu a pessoa mais importante da sua vida. Uma dor e uma saudade que não diminui, que aumenta com o passar dos dias.

  3. 3 Jonas 30/05/2009 às 18:13

    Tem por aqui – em Portugal – um jogador de bola e perigoso intelectual que diz: « Prognósticos?…só no final do jogo!»
    Juro que não sei porque razão seu ‘chorinho’ me fez lembrar esse perigoso intelectual…!
    Desculpe a malvadez.
    ;)


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

%d blogueiros gostam disto: