Perceber através da leitura

Me dizem que escrevemos o que não é dito. Escrevemos o nosso silêncio, alguma coisa mais profunda, que não está em nós, alguma coisa que faz parte do nosso todo, mas não é verbalizado nem demonstrado pelo simples motivo de não poder ser. Limites despóticos que a própria vida vai nos colocando, impressões falsas, enganos, avaliações equivocadas. Dezenas e dezenas de situações-limite em que, muitas vezes, duvidamos de nós mesmos, em que acabamos acreditando no que é dito… não, não acreditamos. Aceitamos simplesmente. Muitas vezes entramos numa espécie de vácuo catatônico buscando “onde se soltaram nossas amarras”. Dizem ainda que nosso silêncio pode ser covarde ou preventivo, mas acho que, na maioria das vezes, é covarde. É simplesmente a falta de impulso de buscarmos novos caminhos. É a Filosofia embaralhando-se com a Psicologia. É, principalmente, quando nas livrarias, pegamos esse e esse livro, mas não mudamos o estilo literário. Dizem, por fim que, através do que um homem está lendo, percebemos em que estágio ele se encontra.

Anúncios

0 Responses to “Perceber através da leitura”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

%d blogueiros gostam disto: