Criticar para quê?

A necessidade de escrever, de uma maneira geral, deve vir de dois fatores: toda a aventura humana não cabe em um só espírito, numa única mente. O segundo é que o escrevinhador normalmente é leitor e lendo percebe a possibilidade, o alívio do autor. Claro que nem todos escrevem bem, cada um tem sua carga de cultura e criatividade (uns muito mais, outros muito menos).

Quando eu leio as coisas por essa ‘blogosfera’ (palavrinha imbecil!) em momento nenhum faço julgamento de valor, fico avaliando quem escreve bem e quem escreve mal. Não. Esse julgamento eu faço com os livros. Aqui eu leio sem nenhuma crítica. Fico apenas feliz ao perceber que as pessoas estão dividindo seus pensamentos, suas críticas. suas tristezas e alegrias, firmezas e fraquezas…. que, enfim, ao final de cada post ficaram mais aliviadas, saíram mais felizes.

Anúncios

2 Responses to “Criticar para quê?”


  1. 2 A Outra 10/10/2008 às 15:44

    ou mais vaidosas…

    bjsss


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Tempo…

outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

%d blogueiros gostam disto: