Somos escravos como sempre fomos

não, não abandonei este espaço. e muito menos me faltam assuntos que gostaria de colocar: questionamentos, dúvidas, citações etc. o problema é tempo. na grande maioria das vezes são somos donos do nosso tempo (o que não deixa de ser um absurdo), mas trata-se uma realidade brutal para a maioria das pessoas. o trabalho absorve praticamente todo o nosso tempo e isso, olhando de outro ângulo, é escravidão (certo, a escravidão não acabou). aliás, esse conceito de escravidão é muito interessante porque o escravo que se sabia escravo tinha consciência da sua situação e criava outras formas de relação com a vida (religiosos – no sincretismo – e nos próprios folguedos). o mundo moderno (principalmente posteriormente à revolução industrial) é mais canalha: a forma de subsistir agora (e cada vez mais) está alicerçada no trabalho, no ganho do capital (ou não se come!). como ainda nos damos ao luxo de desejar comer (“a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”) tem um preço: o trabalho árduo. Domenico de Masi errou totalmente quando disse que o mundo moderno e suas novas tecnologias iriam permitir um tempo maior de ócio (ainda que criativo) à humanidade: besteira! quanto mais “de ponta” ficam as novas tecnologias, mais nos envolvemos com elas e trabalhamos, mais e mais e mais.

Anúncios

3 Responses to “Somos escravos como sempre fomos”


  1. 1 Karla 15/10/2008 às 1:12

    Ando querente de não trabalhar… Dia desses discutimos tanto sobre isso. Faltou muito pouco para o meu apedrejamento.
    Eu cada vez mais insisto: Não deveria exisitir o trabalho!!!
    Abraços

  2. 2 Armando Maynard 11/09/2008 às 15:42

    Algemado pelo relógio e preso pelo tempo.Um abraço,Armando

  3. 3 Sentimental 11/09/2008 às 9:43

    Domenico era um mentiroso, e olha q eu acreditava nele, o exemplo disso é q ele foi figurinha repetida na minha monografia… fazer o q né, já passou, só me resta trabalhar muito (pra comer, me divertir e ter um pouco de arte) e usar os poucos minutos de ócio (poucos mesmo) pra escrever nos meus blogs… beijos


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

setembro 2008
S T Q Q S S D
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d blogueiros gostam disto: