Dilemas

Otto Lara dizia que mineiro só é solidário no câncer (ou foi Nelson R. que disse e atribuiu a frase à Otto?). Camus, por sua vez, disse “que só existe um dilema realmente sério na filosofia: o suicídio”. Fico pensando nisso e, muitas vezes acho que Camus se enganou, que o câncer é um dilema mais sério que o suicídio porque o suicídio mão é um dilema exatamente, mas uma escolha, opção. Já, mesmo quem fuma escapamento de ônibus, não está, necessariamente optando pelo câncer e se o suicídio é consequência da consciência do câncer este suicídio não é um dilema, é uma opção bastante plausível – quase justa – ou totalmente justa e óbvia. Câncer e suicídio são mortais. E suicídio para aplacar o sofrimento do câncer, não é dilema, é escolha sobre a forma de morrer uma morte anunciada (com data e tudo). Então… de maneira nenhuma somente o mineiro é solidário no câncer. O solidário com o câncer é um covarde, é aquele que percebe ali, na cabeceira do canceroso, uma provável forma da sua própria morte. Expia-se então no outro, como a querer algum crédito com Deus.

Anúncios

0 Responses to “Dilemas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Tempo…

agosto 2008
S T Q Q S S D
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

%d blogueiros gostam disto: