Sob o Céu

A manhã de sol, o simples fato de acordar cedo e saborear o café bem quente proporcionam a sensação de que a vida se renova, de que as possibilidades de experimentar um pouco mais de todas as coisas trazem tranqüilidade ao espírito – mesmo ciente de que as coisas não são fáceis. Ou melhor: a vida, em si, é fácil, difícil é lidar com o material humano. Por outro lado, percebo todas as possibilidades de surpreendentes encontros com pessoas incríveis, dessas que a gente não imagina encontrar e que, muitas vezes, estão bem ali, embaixo de nosso nariz. Aproximar-se de pessoas interessantes é uma das coisas que mais prezo, que mais me acrescentam nesse mundo. E, no final das contas, elas são imensa maioria.

Quando posso, para relaxar do trabalho, busco a leitura e não posso deixar de me surpreender com “Um Livro de Fuga” de Edgar Telles Ribeiro. Não falo mais para não atrapalhar o prazer de quem se dispuser a ler.

Outro livro importante é “Acervo do Maldizer” (assim mesmo) de Wanderley Guilherme dos Santos, verdadeira aula de onde podem andar nossos pensamentos mais recônditos. São livros que se lêem em uma sentada só, breves e profundos, desses que nos deixam muito tempo depois pensando, repensando e comparando histórias com histórias da nossa própria vida.

Já repeti inúmeras vezes que uma das minhas grandes angústias existenciais é ter consciência de que não terei tempo de ler tudo o que gostaria. O que fazemos é ir lendo, pé ante pé, o que conseguimos (não só porque conseguimos dinheiro para comprar esses livros, mas, principalmente, tempo para ler) – porque ler não deixa de ser um ofício, ainda que seja um prazer.

A solução é buscar equilíbrio entre armadilhas que pessoas plantam à nossa frente com o prazer de conviver com pessoas do bem e reconfortar-se com personagens vários. E deixar o céu azul transbordar-se em si mesmo.

Anúncios

1 Response to “Sob o Céu”


  1. 1 K. 15/05/2008 às 23:30

    feio!!!

    estou com saudade!

    beijooooo


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

maio 2008
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

%d blogueiros gostam disto: