Temos ainda algum papel?

Eu piloto uma “naveloca” ou nave enlouquecida que, nem sempre é percebida pelos canhestros (aliás não me interessa ser percebido por eles). Isso revela um não entendimento do movimento antropofágico nem os desdosbramentos posteriores, até os Parangolés de Oiticica. A impressão que fica é que há duas gerações absorveu-se apenas a MPB e o Tropicalismo – que não se percebeu o “antes” para caminharmos no “pós”. Ou seja, temos uma geração predominantemente de viúvas do que foi ( e ainda é), mas sem uma proposta revolucionária no bom sentido. Ou seja: há uma lacuna, um silêncio intelectual assustador. O que está acontecendo, por que as pessoas não mostram a cara e o que pensam (se pensam)? O que acontece? Parou tudo? Vamos ter um hiato, um período de trevas? Ora, se o governo não interfere, se a Igreja está quieta, se a ditadura acabou (faz tempo)… o que falta? A criatividade só brota na opressão? Não é possível! Para onde está caminhando a literatura e o audiovisual, por exemplo? o BBB é o final de tudo??? Se for…. triste fim! Está chegando uma nova geração, a geração Google que não conhece nada, que tem informações esparsas, fragmentadas e, muitas vezes equivocadas e mesmo erradas. O que esperamos desses milhares de jovens com 22 anos que as faculdades formam e que, na maioria, são umas bestas? Qual a nossa responsabilidade nessa história? Qual o nosso papel? Que a educação formal é uma merda está claro, ok. Sim, e daí? Esses meninos (na maioria) despreparados vão fazer o quê quando, nós, mais velhos, estivermos mortos? Quem lê James Joyce, Florbela Espanca e Mário de Andrade? Onde estão as referências? São milhares de jovens “despejados” no mercado de trabalho que não conhecem nada. É razoável nossa geração (mais velha) não acrescentar, não propor nem estimular nada? Qual é o nosso papel?

Anúncios

1 Response to “Temos ainda algum papel?”


  1. 1 Sergio Fonseca 15/03/2008 às 17:01

    Não me fale em hiato que eu me lembro da acordo de união ortográfica dos países de língua lusófona.

    E ando com a macaca.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

março 2008
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

%d blogueiros gostam disto: