As conhecidas besteiras repetitivas de Almost – o pior homem do mundo

Nos seus comentários em MEU blog o Almost insiste em dizer que eu “deixo muitas garrafas vazias”. Beber muito ou pouco é problema de foro íntimo de cada um. Não creio que eu beba muito, apenas socialmente, mas se eu quisesse viver embriagado ninguém tem nada com isso. De toda forma não tem problema porque os blogueiros já conhecem bem o Almost e sabem que ele agride, inventa, MENTE sobre as pessoas, achando que está fazendo gracinha. Por isso, ele se intitula “O pior homem do mundo”.  Pelo menos, usando lá a droga que me for imputada por calúnia, pretendo apenas não ser o ‘pior homem do mundo’. E é triste eu perder meu tempo escrevendo essa bobagem. Ponto final.

Anúncios

1 Response to “As conhecidas besteiras repetitivas de Almost – o pior homem do mundo”


  1. 1 Mr. Almost 29/02/2008 às 18:56

    Geraldo,

    O meu comentário não era nesse sentido, homem!

    Queria até dizer que “deixar garrafas vazias” é uma forma inequívoca de aproveitar a vida: sinal de que se viveu bons momentos, que nos divertimos, que apreciamos as coisas boas.

    Muito mais crítico seria dizer: “Deixou filhos e garrafas cheias”, não é?…

    Vá lá, era a brincar com você… Não estressa!


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ela…

Ela...

Trocas

e-mail



Mini blog



"A descoberta do Prozac criou um universo de eunucos felizes"

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, Alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico" Albert Camus

Visite:
wwwgeraldoiglesias.blogspot.com

""Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."
Nelson Rodrigues

Do que se gosta?

  • Nenhum

Tempo…

fevereiro 2008
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

%d blogueiros gostam disto: